Microsoft nega baixa utilização da retrocompatibilidade no Xbox One – Canaltech

Home » ホビー » ゲーム » Microsoft nega baixa utilização da retrocompatibilidade no Xbox One – Canaltech
ゲーム, ホビーブランド, マイクロソフト X-BOX コメントはまだありません



Em declarações feitas pelo Twitter, a Microsoft negou os relatos de que o recurso de retrocompatibilidade do Xbox One estaria sendo pouco utilizado pelos jogadores. Para contradizer a pesquisa, o diretor de marketing da marca, Mike Nichols, disse que pelo menos metade dos donos do console já usaram o recurso, acumulando mais de 508 milhões de horas apenas com títulos antigos.

São dados antigos, divulgados em dezembro de 2016 pela Microsoft, que são reproduzidos novamente, agora, em contraste com uma pesquisa divulgada pelo site Ars Technica. Citando dados coletados entre setembro de 2016 e fevereiro deste ano, o site afirmou que apenas 1,5% dos jogadores utiliza a retrocompatibilidade do Xbox One, o índice mais baixo de utilização de qualquer recurso da plataforma.

Phil Spencer, diretor da marca Xbox, também se pronunciou, mas sem citar números atualizados. Em resposta a um seguidor, que perguntou sobre o total de usuários que ainda aproveitam o recurso nos dias de hoje, ele disse apenas que a utilização da retrocompatibilidade continua alta, com jogos antigos aparecendo diariamente entre os títulos mais jogados do One.

Indo além, o executivo afirmou que “jogos de qualidade duram e sempre valem a pena”. Ele lembrou também de promoções recentes que levaram games como Call of Duty: Black Ops II e Red Dead Redemption a grandes números de vendas na plataforma, tudo por conta da retrocompatibilidade.

Anunciado durante a E3 de 2015 e lançado alguns meses depois, o recurso permite que jogos de Xbox 360 sejam jogados normalmente no Xbox One. Quem possui versões digitais de títulos antigos pode simplesmente baixá-las, enquanto a colocação do disco permite o acesso ao download, desde que o jogo em questão faça parte da biblioteca da funcionalidade. Hoje, são mais de 300 games compatíveis.

Mais do que trazer comodidade aos utilizadores, a retrocompatibilidade é vista como um dos principais diferenciais do Xbox One em relação a seu principal rival, o PlayStation 4. O console da Sony não é capaz de rodar jogos das gerações passadas, com os usuários tendo de voltar às plataformas antigas, ou, então, adquirir os games novamente, dependendo de remasterizações e atualizações de compatibilidade lançadas pelas desenvolvedoras.

A pesquisa surge em um momento importante para a Microsoft, com a aproximação da E3 2017 e a apresentação do Project Scorpio, nova versão de seu console que promete maior potencial gráfico. Apesar disso, a empresa diz não se esquecer do passado, afirmando que o recurso também estará presente na nova plataforma, incentivando os donos de Xbox 360 a realizarem o upgrade de forma a continuarem aproveitando “os melhores títulos do passado, presente e futuro”.

Fonte: Mike Nichols (Twitter), Phil Spencer (Twitter)






コメントを残す